Google Pixel XL também dá as caras como a futura versão pura do Android

Na terça-feira desta semana, 27 de setembro, Google Pixel teve seu visual dianteiro vazado por Evan Blass, confirmando uma série de aspectos já vistos antes sobre o modelo. Logo em seguida, no entanto, o dono da conta @evleaks no Twitter atualizou a notícia com mais uma imagem, desta vez revelando o que esperar da opção phablet. Trata-se do Google Pixel XL, ganhando este nome do inglês Extra Large, ou extragrande, em tradução direta.

No mesmo estilo de fotografia, o aparelho dá as caras de frente para a câmera, onde é possível identificar um grupo de características que devem estar presentes no futuro lançamento da gigante de Mountain View. Não é preciso olhar por muito tempo para saber que ambos os dispositivos usam exatamente o mesmo design, pelo menos no que diz respeito à parte frontal. Neste jogo de 7 erros, é impossível encontrar tantos assim, acompanhe mais detalhes logo abaixo.

Google Pixel XL

  • Tela AMOLED de 5,5 polegadas, usando a resolução Quad HD (2560 x 1440 pixels) para a exibição de conteúdo
  • 4 GB de RAM
  • 32 GB ou 128 GB de memória para o armazenamento interno
  • Chipset Qualcomm Snapdragon 821
  • Processador de quatro núcleos Kryo rodando em até 2,4 GHz
  • Adreno 530 como placa gráfica
  • Câmera principal de 12 megapixels
  • Câmera frontal de 8 megapixels
  • Leitor de impressões digitais na parte posterior
  • Porta USB Type-C
  • Bateria de 3.450 mAh
  • Android 7.1 Nougat como sistema operacional (sem modificações)

Note que, de primeira instância, apenas o papel de parede muda em relação ao Google Pixel original, portando tons de cinza ao invés de se apoiar no azul. Precisamente os mesmos ícones estão distribuídos pela tela, delineando uma barra inferior capaz de guardar os apps mais importantes para o usuário. Há também um novo conjunto de botões virtuais, afastando-se visualmente do Android Marshmallow.

Em relação à estrutura, no canto superior esquerdo, há a câmera feita especialmente para a captura de selfies, enquanto o alto-falante de chamadas encontra-se centralizado. Logo abaixo, há um sensor de proximidade que desliga a tela quando o rosto do utilizador está perto. De resto, há três botões físicos na lateral direita; dois controladores de volume e o power. Finalizando os aspectos gerais, as bordas, embora não sejam gigantes, são facilmente identificadas. Compare ambos integrantes da linha Pixel a seguir.

Imagem: Google Pixel XL e Google Pixel, respectivamente.

Cara de um, focinho de outro. Google marcou o dia 4 de outubro para realizar um evento especial, onde subirá ao palco para apresentar oficialmente o Pixel e o Pixel XL ao público. Isto significa que os curiosos de plantão ou apenas entusiastas precisam aguardar menos de uma semana para conhecerem as novidades.

FONTE: TUDOCELULAR.COM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *